Livros Fazenda Tamanduá

As Aves da Fazenda Tamanduá

Fauna Ilustrada da Fazenda Tamanduá

A caatinga, característica do semiárido do Nordeste do Brasil, é um bioma pouco estudado, e muitas vezes associado ao deserto. Não é bem assim! Ao contrário das luxuriantes e sempre verdes Mata Atlântica e Floresta Amazônica, com biodiversidades imensas, é preciso curiosidade e atenção para descobrir os incríveis contrastes entre as duas estações – a seca e a úmida – do sertão. A fauna e a flora da caatinga ao mesmo tempo são menores em termos de quantidade e tão grandes quanto em termos de riqueza e originalidade. Observadores pacientes curtem estas variações climáticas com paixão; e o Instituto Fazenda Tamanduá, que nasceu no sertão em 1977, resolveu contribuir com sua pedra ao edifício do conhecimento desta região. Pioneira da sustentabilidade, a Fazenda Tamanduá precisava conhecer o seu meio para ter condições de atuar e avaliar o impacto da sua ação com agricultura e pecuária por meio de inventários da flora e fauna da região. Em 1999, com a ajuda dos biólogos Rachel Maria de Lyra Neves e Wallace Rodrigues Telino Júnior, realizou-se um primeiro inventário das “Aves da Fazenda Tamanduá” com 146 espécies. Posteriores missões em vários momentos do ano permitiram aumentar de maneira significativa a quantidade de aves vistas e catalogadas. Em 2010 publicamos uma nova obra: “As Aves da Fazenda Tamanduá”, com 143 páginas recheadas de ilustrações do famoso Tomas Sigrist. Neste inventário foram registradas 186 espécies diferentes. Este novo levantamento demonstrou claramente que a preservação do meio ambiente permitiu uma multiplicação da fauna da região, depois da certificação biodinâmica da Fazenda Tamanduá em 2000.
Sob a batuta do biólogo Senhor Paulo de Barros Passos Filho, resolveu-se ir mais longe, completando o levantamento das aves com capítulos específicos para anuros,

répteis, mamíferos não voadores e, finalmente, morcegos. Inventário completo para o livro “Fauna Ilustrada da Fazenda Tamanduá”, edição bilíngue (português/ingles), ilustrada por Tomas Sigrist, que comporta 416 páginas representantes de uma soma única de conhecimento sobre a caatinga.
Devido às mudanças climáticas, o conhecimento deste bioma, com fauna e flora resistentes às secas que se sucedem, representa uma oportunidade única de entender o que será boa parte do mundo em menos de um século. É hora de aprimorar os conhecimentos do semiárido para nos prepararmos para convivermos com estas mudanças num prazo relativamente curto. A Fazenda Tamanduá assumiu esse compromisso!

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.