INSTITUTO FAZENDA TAMANDUÁ
 

Pró-Carnívoros

 

O Instituto Fazenda Tamanduá mantém um convênio com o Pró Carnívoros, garantindo uma ajuda financeira para os seus trabalhos de pesquisa na região semi-árida. De fato a quase disparição dos mamíferos carnívoros nos sertões nordestinos provoca um desequilíbrio particularmente negativo na sua fauna.

Em troca deste apoio o Pró Carnívoros realiza periodicamente usando armadilhas fotográficas,  um levantamento dos mamíferos e em particular dos felinos selvágens na Fazenda, além de conscientizar os seus moradores quanto a necessidade da presença destes animais, através de palestras.

A política de preservação sistemática, aplicada desde a aquisição da Fazenda pela Mocó Agropecuária em 1977, provocou a volta de três pequenos carnívoros, o gato mirim, o gato vermelho e o roxo, além do veado, cachorro do mato, mão pelada, sagüis ou tatu peba. 

Conservação de Mamíferos Carnívoros, com Ênfase na Onça-pintada, na Caatinga do Nordeste Brasileiro: estabelecimento do corredor da onça pintada.

 

O projeto iniciou-se em janeiro de 2006, devido à necessidade de um diagnóstico da fauna e flora, realizado na Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (640.000 km²), no âmbito do Programa de Revitalização do Rio São Francisco-MMA, para fornecer subsídios para as ações governamentais de sustentabilidade socioambiental, conservação e uso racional da bacia.

Neste diagnóstico o CENAP, responsável pelo grupo de mamíferos, registrou pela primeira vez a ocorrência da onça-pintada (Panthera onca) numa região de Caatinga, no norte da Bahia.

Essa espécie é ameaçada de extinção em todo o país e se encontra em estado crítico de conservação na Caatinga, sendo considerada essencial para a manutenção da diversidade biológica e da integridade dos ecossistemas em que está inserida.

 

O projeto de conservação da onça-pintada tem como objetivo subsidiar, por meio de informações da ecologia desta espécie na Caatinga, o planejamento e o manejo de uma rede de unidades de conservação que garantam a preservação de uma população mínima viável da espécie e, consequentemente, a conservação da fauna e da flora do bioma.

Armadilhas fotográficas estão sendo utilizadas para a estimativa da densidade populacional da onça-pintada. A estrutura espacial, o uso do habitat, a área de vida e os padrões de movimentação serão obtidos por meio da radio-telemetria VHF-GPS.

Análises do DNA fornecerão informações sobre a diversidade genética da população e os dados obtidos serão analisados para simulação da viabilidade populacional. As informações coletadas sobre conflitos entre humanos e predadores permitirão que diferentes setores do governo proponham medidas efetivas para redução das perdas de ambos os lados (predação de criações domésticas e perda de biodiversidade).

Onça-pintada (Panthera onca)

Até o momento, foram obtidas 386 fotos de mamíferos de médio e grande porte, 112 foram de carnívoros e destas, duas foram de onça-pintada no mesmo sítio amostral. Estimamos um pouco menos de uma onça pintada/100 km2 o que indica uma baixa densidade da espécie na região. Os dados sobre jaguatiricas (Leopardus pardalis) também foram utilizados para uma estimativa populacional e as análises prévias resultaram em cerca de 30 jaguatiricas/100 km2. Durante o mês de março, último, foi realizada a primeira campanha de captura para colocação de rádio-colar em um indivíduo de onça-pintada, porém nenhum indivíduo foi capturado. No entanto, os esforços continuarão no intuito de capturar até dez indivíduos desta espécie. Finalmente, cabe salientar, que o projeto conta com apoio das seguintes instituiçoes: Instituto Pró-Carnívoros, Projeto de Revitalização do Rio São Francisco (PRSF-MMA), Instituto Fazenda Tamanduá-PB, Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Bahia (SEMARH-BA) e BOVESPA Social.

Na Fazenda Tamanduá o Pró-Carnívoros desenvolve um trabalho de inventário dos carnívoros e mamíferos existentes, através de levantamentos periódicos efetuados com a ajuda de armadilhas fotográficas.



Entre em contato com a Fazenda Tamanduá

Fazenda Tamanduá
Caixa Postal 65 - Patos / Paraíba - CEP 58700-970  - Brasil
Tel.(83)409-1728        Fax:(83)409-1729

Web Design 2A2